A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
Clique em uma letra para ver a lista das condições que iniciam com a respectiva letra.
Clique em “Índice da biblioteca” para voltar para a lista de todos os tópicos.

Doença renal: comendo menos sódio

O sódio é um mineral que o corpo precisa em pequenas quantidades. Como o sódio é encontrado no sal de cozinha, a maioria das pessoas ingere muito mais sódio do que precisa. Quando o consumo de sódio é muito alto, pode aumentar a sede e fazer com que o corpo retenha líquidos. Para evitar esses efeitos colaterais, as pessoas com problemas renais são freqüentemente orientadas a ingerir menos sódio. Confira agora algumas dicas.

Indo às compras

Ao contrário de alimentos enlatados e processados, alimentos frescos não contém adição de sal e são melhores para você. Quando você for às compras:

  • Escolha alimentos frescos sempre que puder;

  • Leia os rótulos antes de comprar alimentos embalados. Verifique nas informações nutricionais as quantidades de sódio e de porções por pacote;

  • Tente escolher alimentos embalados com um conteúdo de sódio de 140 mg ou menos por porção;

  • Não escolha alimentos com mais de 400 mg de sódio por porção.

Temperar ao invés de salgar

Experimente usar as ervas aromáticas e os alimentos listados abaixo para temperar sem sódio:

  • Manjericão: tomates, abóbora, berinjela, sopas, peixe;

  • Curry: sopas, arroz, lentilhas, frango;

  • Endro: beterraba, abobrinha, vagem;

  • Alho: molhos, vegetais, carnes, peixe;

  • Gengibre: cenoura, frango, frutas cozidas, molho branco;

  • Limão: aspargos, alcachofra, brócolis, espinafre, peixe;

  • Menta: sopas frias, saladas, pratos com frutas;

  • Orégano: berinjela, frango, saladas, molhos;

  • Tomilho: frango, peixe, carnes magras, sopas, ensopados.

Não use temperos prontos ou substitutos do sal. Eles podem conter sódio ou potássio (outro mineral que as pessoas com doenças renais são frequentemente aconselhadas a evitar).

© 2000-2022 The StayWell Company, LLC. Todos os direitos reservados. Estas informações não pretendem substituir cuidados médicos profissionais. Siga sempre as instruções do seu profissional da área de saúde.