A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
Clique em uma letra para ver a lista das condições que iniciam com a respectiva letra.
Clique em “Índice da biblioteca” para voltar para a lista de todos os tópicos.

Como medir o seu açúcar no sangueMan  checking and recording blood surgar

O acompanhamento do nível de açúcar (glicose) no seu sangue é a chave para você controlar o seu diabetes. Para ter certeza de que a sua glicose e insulina estão equilibradas, calcule o seu açúcar no sangue regularmente.

Você pode medir a sua taxa de açúcar no sangue usando um glicosímetro. O seu médico irá lhe explicar como você deve fazer e com que freqüência deve medir o seu açúcar no sangue.

O que você precisa:

  • Uma lanceta (agulha)

  • Fitas de teste

  • Um glicosímetro (aparelho para medir o açúcar no sangue)

  • Um bloco de notas

Como usar um glicosímetro

Você pode medir o seu açúcar no sangue em casa, no trabalho, ou em qualquer outro lugar. O seu médico irá ajudá-lo na escolha do glicosímetro.

Este aparelho mede a quantidade de glicose usando uma minúscula gota de sangue. Você irá usar um instrumento chamado lanceta para obter uma gota do seu sangue. Esta gota é colocada em uma pequena fita que é inserida dentro do glicosímetro. O glicosímetro mostra então um número (medida) que informa o nível do seu açúcar no sangue.

Busque a sua faixa ideal de controle

  • A taxa de açúcar no sangue deve estar na sua faixa ideal de controle – não muito alta, nem muito baixa. A faixa ideal de controle é aquela na qual a taxa do seu açúcar no sangue é mais saudável;

  • Manter-se nesta faixa de controle o máximo possível irá ajudá-lo a diminuir o seu risco de problemas de saúde. O seu médico lhe ajudará a descobrir qual a faixa ideal de controle;

  • Registre suas medidas;

  • Use um bloco de notas para registrar as suas medidas. Será pedido que você calcule seu açúcar no sangue antes e após as refeições. Anote estes números e escreva cada medida com o horário em que foi feita. Isso o ajudará a identificar certos padrões, tais como uma taxa elevada de açúcar no sangue após ingerir certos alimentos.

  • Leve o seu bloco de notas consigo quando você for falar com o seu médico. E nunca invente números! Eles irão dizer se o seu plano de tratamento precisa de ajustes para manter o seu açúcar no sangue em bom controle.

Medindo a taxa de açúcar no sangue
1. Esteja pronto

  • Lave suas mãos com água morna (nunca quente) e sabão;

  • Siga as orientações sobre como colocar uma fita de teste no seu glicosímetro.

2. Colha uma gota de sangue

  • Espete a parte lateral do seu dedo com a lanceta. Aperte delicadamente até que você obtenha uma gota de sangue. Se você apertar muito forte, pode sair uma medida errada;

  • Se o seu glicosímetro permitir que você use sangue retirado de outra parte do corpo (como do antebraço), siga as orientações da embalagem sobre como obter uma gota de sangue;

  • Descarte a lanceta em um recipiente especial para descarte de agulhas. Pergunte ao seu médico onde encontrar este recipiente. Uma alternativa é improvisar utilizando um recipiente rígido com tampa (tal como uma garrafa plástica de refrigerante vazia);

  • Se você não conseguir obter uma quantidade suficiente de sangue, chacoalhe levemente a sua mão do lado do corpo.

3. Coloque a gota de sangue na fita de teste

  • Espere que o visor do aparelho mostre uma mensagem ou símbolo indicando que está na hora de colocar o sangue na fita de teste;

  • Aplique a gota de sangue na fita de acordo com as instruções da embalagem;

  • Anote o resultado no seu bloco de notas com a data e o horário que fez o teste. Leve o seu bloco de notas com você para as consultas médicas.

4. Leia e registre os seus resultados

  • Aguarde até que o glicosímetro mostre o resultado;

  • Se você observar uma mensagem de erro, repita a medida, usando uma nova fita de teste e uma nova gota de sangue;

  • Anote os resultados em seu bloco de notas. Leve o seu bloco de notas com você para as consultas médicas.

© 2000-2022 The StayWell Company, LLC. Todos os direitos reservados. Estas informações não pretendem substituir cuidados médicos profissionais. Siga sempre as instruções do seu profissional da área de saúde.