A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
Clique em uma letra para ver a lista das condições que iniciam com a respectiva letra.
Clique em “Índice da biblioteca” para voltar para a lista de todos os tópicos.

Entendendo o trabalho de parto prematuro

O trabalho de parto prematuro ocorre quando a mulher entra em trabalho de parto antes de completar 37 semanas de gestação. O trabalho de parto prematuro pode fazer com que o seu bebê nasça muito antes do tempo. Isso pode causar uma série de problemas de saúde no seu bebê.

Antes do trabalho de parto o colo do útero está grosso e fechado.

Em trabalho de parto prematuro o colo do útero começa a adelgaçar (afinar) e dilatar-se (abrir).

Sintomas do trabalho de parto prematuro

É muito importante procurar imediatamente ajuda médica se você suspeitar que esteja em trabalho de parto prematuro. O fato de você apresentar contrações não significa, necessariamente, que você esteja em trabalho de parto prematuro. O que importa mais são as mudanças no seu colo do útero (ou seja, a extremidade inferior do útero). Os sintomas do trabalho de parto prematuro incluem:

  • Quatro ou mais contrações por hora

  • Contrações muito fortes

  • Cólicas constantes parecidas com as menstruais

  • Dor na parte inferior das costas

  • Corrimento vaginal mucoso ou sanguinolento

  • Sangramento durante o segundo ou terceiro trimestre

Um exame pélvico pode ajudar seu médico a descobrir se seu colo do útero está fino e aberto.

Como avaliar o trabalho de parto prematuro

O seu médico avaliará se você está em trabalho de parto prematuro ou se você tem tido as contrações normais do final da gestação. Para isso o médico poderá ter que observá-la por algumas horas. Os seguintes exames podem ter que ser feitos:

  • Exame pélvico para verificar se o colo do útero está adelgaçado (fino) e dilatado (aberto)

  • Monitoração da atividade uterina para caracterizar melhor as contrações

  • Monitoração fetal para avaliar a saúde do seu bebê

  • Ultrassonografia para verificar o tamanho e a posição do seu bebê

  • Amniocentese para verificar a maturidade do seu bebê.

Como você deve se cuidar em casa

Após a avaliação do seu médico, ele poderá orientar que você:

  • Beber bastante água.

  • Fazer menos atividades físicas.

  • Ficar de repouso na cama, de preferência deitada de lado.

  • Evitar ter relações sexuais e fazer qualquer estímulo nas suas mamas.

Quando você deve ligar para o seu médico

Ligue para o seu médico, imediatamente, se você perceber qualquer um destes sintomas:

  • Quatro ou mais contrações por hora

  • Rompimento da bolsa

  • Sangramento ou aparecimento de manchas avermelhadas na sua roupa íntima

O que fazer se você precisar ser hospitalizada?

O trabalho de parto prematuro frequentemente exige que você seja hospitalizada e fique de repouso absoluto. Talvez você precise receber soro IV (intravenoso) e medicamentos, como comprimidos ou injeções, para diminuir as contrações, além de corticosteroides para ajudar na formação dos pulmões do seu bebê.

Você está correndo risco?

Qualquer mulher grávida pode desenvolver um trabalho de parto prematuro. Ele pode começar sem motivo algum. Os seguintes fatores podem aumentar os riscos:

  • Um trabalho de parto prematuro no passado

  • O tabagismo, o consumo de drogas ou bebidas alcoólicas durante a gravidez

  • Fetos múltiplos (gêmeos ou mais)

  • Problemas com o formato do seu útero

  • Episódios de sangramento durante a gravidez

Os perigos de um trabalho de parto prematuro

Quando uma criança nasce muito antes do tempo, ela pode apresentar alguns problemas de saúde. Isso acontece porque o bebê não teve tempo suficiente para se formar. Pode ocorrer de o bebê:

  • apresentar dificuldades para mamar no peito

  • apresentar pulmões imaturos

  • apresentar sangramento cerebral

  • morrer

Chegando até o final da gravidez

A sua meta deve ser chegar o mais próximo possível do final da gravidez sem que o parto ocorra. Dessa forma, as chances de você ter um bebê saudável são bem maiores. Colabore com o seu médico. Juntos, vocês podem tomar todas as medidas para evitar com que você dê à luz muito cedo.

© 2000-2022 The StayWell Company, LLC. Todos os direitos reservados. Estas informações não pretendem substituir cuidados médicos profissionais. Siga sempre as instruções do seu profissional da área de saúde.